pássaros e cobras

um voa, o outro rasteja.

o quão ruim deve ser pra cobra ver o pássaro voando, já nasceu assim.

e tem aquele ditado: Deus não dá asa a cobra.

até pq se cobra tivesse asa era pássaro, e não cobra.

Mas porque, porque meu Deus? não desse asa a cobra? ou porque tu não tira as asas do pássaro?

mas na verdade, cá entre nós, a cobra não quer asa pra voar…ela quer que o pássaro não tenha.

o segundo pra ver o primeiro tem que olhar pra cima,

o primeiro nem nota o segundo.

e o que a cobra não nota é que os dois no final hão de ter o mesmo fim.

só que um vive e morre pássaro, o outro vive olhando pra cima e morre cobra.

ponto de vista

toda vez que venho olhar o céu da varanda do quinto andar

flerto em dar um flecheiro e mergulhar nesse incerto, eterno.

e não que a eternidade não seja incerta.

mas me conforta em pensar assim.

talvez reencontros, fugas, silêncio e porque não paz.

é o que espero…mas prefiro não pensar tão adiante, ou tão cedo.

sigo…até porque sigo esperando o nascer do sol.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora